Sucesso em meio à Pandemia: Veja as franquias que cresceram em 2020

De crédito consignado a calçados femininos, empresários buscaram alternativas para expandir durante o ano

O ano de 2020 estará marcado para sempre na história do mundo. A pandemia causada pelo novo coronavírus impactou diretamente na economia global. No Brasil, não foram raros os casos de lojas que fecharam as portas no período mais rígido do distanciamento social. Apesar das dificuldades, empreendedores de diversas áreas conseguiram driblar a crise através de soluções encontradas durante esse período.

Depois de um segundo semestre desafiador, o mercado de franquias brasileiro conseguiu acelerar o processo de recuperação. De acordo com dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF), o setor registrou uma queda de -6,9% no faturamento do terceiro trimestre de 2020 em comparação com o mesmo período do ano anterior. Em abril, por exemplo, esse número era uma queda de -48,2% em relação ao quarto mês de 2019.

Essa recuperação deve ser atribuída também a diversas redes que conseguiram se adaptar ao chamado ‘novo normal’ e, com isso, conseguiram expandir para novos pontos do país. A seguir, conheça XX redes que cresceram em meio à pandemia.

VAZOLI

A Vazoli é uma franquia de crédito, especializada em empréstimos consignados e seguros em geral, que nasceu em setembro de 2008, na cidade de Severínia, interior de São Paulo. A rede entrou para o mercado de franquias em 2011 e recebeu, por cinco anos consecutivos, o selo de excelência pela Associação Brasileira de Franchising (ABF). A franquia movimentou mais de R$600 milhões em 2019. Com mais de 120 lojas espalhadas por 20 estados brasileiros, a Vazoli inaugurou, durante à pandemia, 18 novas unidades. A marca prevê investimento inicial a partir de R$ 65 mil, faturamento bruto mensal entre R$ 200 mil e R$ 300 mil, lucratividade de 6% e prazo de retorno estimado em 12 a 18 meses.

SUPERSEG BRASIL

A SuperSeg Brasil, é uma franquia especializada em segurança eletrônica, que nasceu em Campinas, interior de São Paulo, no ano de 2016. A rede entrou para o Franchising no ano seguinte. Em 2019, teve um faturamento bruto de R$ 19 milhões. A marca conta com mais de 30 unidades, espalhadas por quatro estados brasileiros, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná e Rondônia. Em meio à pandemia do novo coronavírus, a rede inaugurou quatro novas lojas e fechou contrato para outras quatro, que estarão em operação ainda no primeiro trimestre de 2021. Para ser um franqueado da SuperSeg é preciso desembolsar um valor inicial de R$ 70 a 80 mil, o faturamento médio mensal gira em torno de R$ 45 mil e um prazo de retorno que gira entre 14 e 18 meses.

CEOPAG

A Ceopag é uma franquia de meios eletrônicos de pagamento que oferece, além da maquininha de cartão, conta digital, cartão de crédito e até aplicativo com inteligência artificial que permite cobrança com reconhecimento facial. A marca, fundada em 2019, tem mais de 350 unidades no Brasil, em sistema de microfranquia. Durante a pandemia, a rede conseguiu 38 novos franqueados. Cada franqueado é responsável por uma área de atuação e tem como foco buscar estabelecimentos interessados nas soluções oferecidas pela rede para pagamento eletrônico. A Ceopag é opção para empreendedores com faturamento entre R$1 mil e R$ 100 mil, inclusive negativados. A Ceopag prevê investimento inicial a partir de R$ 9.990,00, com faturamento médio de R$5.000,00, lucratividade de 50% e prazo médio de retorno de 6 a 12 meses.

Ceofood

Ceofood é um aplicativo de delivery que opera no modelo de franquia, e tem  foco em regiões periféricas e cidades do interior. O aplicativo, que começou como delivery gastronômico, expandiu sua atividade e hoje realiza entregas para farmácias, pet shop, papelarias e diversos outros segmentos. O franqueado Ceofood é responsável por prospectar novos estabelecimentos, que pagam um valor fixo, de R$99,90, a R$149,90, determinador conforme o tamanho de cada negócio, diferente de marcas concorrentes que cobram um percentual em cima dos pedidos. O lucro dos franqueados é obtido dos valores mensalmente pagos pelos estabelecimentos cadastrados. Mesmo em um ano de pandemia, a rede fechou contrato com 48 novos franqueados. O Investimento inicial do Ceofood é de R$23.990, com faturamento médio mensal de R$7.495,00 e lucratividade de 50% em um prazo de retorno de 12 a 18 meses.

Parça

 Parça é uma fintech que opera no modelo de franquia e é especializada na desburocratização de serviços financeiros e muito utilizado pela população. A empresa reúne em totens de autoatendimento, localizados em locais estratégicos, serviços que vão desde recarga de celular até consulta veicular, tudo em menos de um minuto, sem filas. A empresa também oferece a opção de pagamento parcelado de qualquer conta ou boleto com o uso de até quatro cartões, seja de débito ou crédito, uma alternativa para aqueles que buscam estar em dia com suas contas, mas nem sempre possuem recursos integrais na data de vencimento.

A empresa nasceu durante a pandemia e hoje já conta com 18 franqueados espalhados em 13 estados. O investimento inicial Parça é de R$80 mil, com faturamento médio mensal de R$12 mil a R$18 mil e lucratividade de 75% em um prazo médio de 11 a 15 meses.

Mineiro Delivery

Em 2020 o Mineiro Delivery, rede de franquias de comida mineira mexida e servida no box, teve crescimento em todo o Brasil, com a abertura de 20 novas unidades. A rede que conta com mais de 20 opções em seu cardápio, tem como expectativa para 2021 chegar a 100 unidades em operação e 50 em implantação. Atualmente o Mineiro Delivery conta com 103 unidades e está presente em todo o Brasil.  A rede tem um investimento inicial de R$135 mil com faturamento médio mensal de R$90 mil e lucratividade de 15%  a 20% com prazo de retorno de 18 a 24 meses. 

Neste ano mesmo com a pandemia da COVID-19 a empresa conseguiu enfrentar a crise dando atenção a necessidade de seus clientes, e isso abriu portas para a franquia, foram 20 novas unidades abertas em 2020 espalhadas pelo Brasil

Flamy

A Flamy, rede de franquias de bolos e doces caseiros, apostou nas vendas do delivery para se manter ativa durante o ano de 2020. Com as vendas feitas por intermédio dos aplicativos de entrega a marca ampliou suas vendas em cerca de 30%. Em um ano atípico, a rede teve um saldo positivo e vendeu 14 novas unidades de janeiro a dezembro. A rede que inicialmente tinha como foco de expansão o estado de São Paulo, ampliou seus planos e abriu a possibilidade de novas unidades em todo o Brasil e também no exterior. Em 2020 a Flamy inaugurou sua primeira unidade em Portugal. Para o primeiro trimestre de 2021 a rede vai inaugurar mais 7 unidades, a expectativa são 48 novas lojas em 2021.

A rede tem duas opções de franquias, express e gurmet. Com investimento inicial de R$160 mil, a opção express, voltada para pronta entrega de produtos, tem um faturamento médio mensal de 60 mil, com lucratividade entre 20 e 25% em um prazo de retorno de 18 meses.
Já a opção Gourmet, voltada tanto para pronta-entrega como para consumação no local, tem um investimento inicial R$225 mil e faturamento médio mensal de R$60 mil, com lucratividade em 20 e 25% em um prazo de retorno de 22 meses. 

autonomo

Cia do Sono

Em 2020 a Cia Do Sono, franquia de colchões especiais e feitos sob medida para cada cliente, anunciou a abertura de cinco novas unidades e 30 microfranqueados. Com a abertura das novas unidades, a rede chega ao número de 20 lojas pelo Brasil. No Sul são 15 unidades. A expectativa é que até o final de 2020, a Cia do Sono inaugure mais uma loja e tenha um total de 200 microfranqueados pelo Brasil. Com 33 anos a rede tem crescimento médio de aproximadamente 15% ao ano.

Quinta Valentina

A Quinta Valentina é uma rede de franquia de sapatos femininos, com venda personalizada e atendimento sob medida, de acordo com a necessidade de cada cliente. A rede nasceu do desejo de oferecer a mulheres de todo o Brasil, a possibilidade de entrarem no mercado e alcançarem seus objetivos profissionais, inspirando essas mulheres a conquistarem sua independência por meio do empreendedorismo no segmento da moda.

Em 2020, a rede ganhou 96 novos franqueados. A Quinta Valentina conta com mais de 200 franqueadas em todo o Brasil, além do atendimento pelo e-commerce, que alcança todo o território nacional. A rede um investimento inicial de R$40 mil, com faturamento médio mensal de R$12,5 mil e lucratividade 35% ao mês. O prazo médio de retorno é de 6 a 8 meses.

Euro Colchões

Fundada em 2005, a Euro Colchões é uma das maiores redes de colchões do país. Com foco de expansão no estado de São Paulo, a marca trabalha com colchões que têm o que há de mais novo no mercado, como o Euro Probiotic, sistema que elimina ácaros e bactérias do colchão para sempre. Devido ao isolamento social, as pessoas se atetaram ainda mais aos itens do lar, em especial, o colchão. Em agosto de 2020, a Euro Colchões bateu recorde de vendas, com um faturamento aproximado de R$ 20 mi, uma média de 40% a mais do que ela fatura no mesmo período. Com 56 unidades espalhadas no quatros estados do sudeste brasileiro, o investimento inicial para as unidades da Euro Colchões são a partir de R$ 280 mil, com um faturamento médio de R$ 170 mil por mês e prazo médio de retorno em 24 meses.

Center Panos

Fundada em 2004, a Center Panos é a maior rede de artesanato do país.  Com mais de 40 unidades pelo Brasil, a ideia da marca é ser o “supermercado do artesanato”, e oferece ao artesão diferentes opções de matéria prima para que ele possa trabalhar, sempre com foco na qualidade de seus produtos ao disponibilizar para seus clientes aquilo que há de mais novo no mercado têxtil brasileiro.  No ano de 2020, devido ao isolamento social, o artesanato foi utilizado ainda mais, tanto como atividade de terapêutica – para descontração – como também fonte de renda para pessoas que fabricam máscara. Em junho, a Center Panos teve um aumento no faturamento de 22% em relação ao mesmo período de 2019. A marca trabalha com modelos de franquias, e passa total suporte e apoio aos seus franqueados. O investimento inicial em uma unidade da Center Panos é a partir de R$ 380 mil, com faturamento mensal médio de R$ 85 mil e previsão de retorno de 36 a 48 meses.

Titas MC

A Tintas MC é a maior rede de lojas de tintas do Brasil, com mais de 70 lojas próprias e, quando se une no varejo com suas as franquias, ultrapassa 120 lojas, tornando-se um dos maiores varejistas de tintas da América do Sul. Em 2020, a rede abriu 15 novas franquias. A Tintas MC atua nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Espirito Santo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Goiás. A rede tem planos de expansão para em breve estar em todo o território nacional. Para 2021 a expectativa é a abertura de mais 30 unidades em todo o Brasil.

Times Idiomas

A Times Idiomas é uma rede de escolas de inglês especializada no ensino de adultos. Tem como proposta valorizar um bem muito precioso, o tempo. Por isso desenvolveram uma metodologia que proporciona que o aluno se torne fluente no idioma em apenas 18 meses. O diferencial da rede é a flexibilidade de horário que o aluno precisa (um ambiente que possibilita ao aluno diferente contexto de interação de networking), tem foco na conversação e aulas ilimitadas. Além da plataforma online Connected, também disponibilizada em apps para Android e IOS.

Neste ano mesmo com a pandemia da COVID-19 a empresa conseguiu enfrentar a crise dando total atenção ao aluno, seu faturamento se manteve o mesmo do ano passado e abriu quatro novas unidade.

A rede conta com duas opções de investimento, Franquia de Escola, na qual o franqueado abre uma unidade física da Times com o ambiente de salas de aula e para venda de cursos de idiomas, e a Franquia Comercial, na qual o franqueado atua apenas na prospecção de novos alunos e o mesmo é direcionado para uma das unidades físicas da Times. Para a primeira, o investimento inicial é de R$200 mil, com faturamento médio mensal de R$77.800 e lucratividade de 25% em um prazo de retorno de 24 meses.

Para a franquia comercial, o investimento inicial é de R$20 mil, com um faturamento médio mensal de R$24.900, com lucratividade de 57% em uma prazo de retorno de seis meses.

Clube de Permuta

O Clube de Permuta é uma plataforma de relacionamento empresarial de compra e venda de produtos e serviços por permuta multilateral. A empresa começou no estado brasileiro de Minas Gerais, no ano de 2012 e entrou para o mercado de franchising em 2015. Com 23 unidades, já movimentou mais de R$200 milhões em negociações. Para se tornar um franqueado, é preciso investir a partir de R$100 mil (com taxa de franquia inclusa) e o tempo de retorno é de, em média, 18 meses. Os empresários interessados em fazer parte do Clube de Permuta devem ser indicados pelos próprios membros. Periodicamente a empresa promove eventos de relacionamento.

No cenário de pandemia, o clube de permuta foi muito importante para que os empresários vissem uma nova maneira de fazer negócios, e com isso, o Clube de Permuta teve 2 novas unidades abertas e 421 novos associados. 

GOU Oodonto

Fundada em 2010, a GOU Odonto é uma rede de franquias odontológicas, que possui atualmente mais de 120 clínicas em funcionamento no país. Os serviços oferecidos vão desde tratamentos ortodônticos até estéticos, inclusive clareamento dental com resultados em até três sessões. O negócio aposta na conversão de bandeira para expandir para outras regiões do Brasil. Para investir na rede o interessado precisa desembolsar a partir de R$ 30 mil, com faturamento médio mensal de R$ 60 mil e prazo de retorno de três meses.

Em 2020, com a pandemia do novo Corona Vírus a GOU Odonto se manteve muito bem no cenário de crise, seu faturamento se manteve e a rede teve 10 novas unidades abertas pelo Brasil.

.fb-background-color {
background: !important;
}
.fb_iframe_widget_fluid_desktop iframe {
width: 600px !important;
}

O post Sucesso em meio à Pandemia: Veja as franquias que cresceram em 2020 apareceu primeiro em Rede Jornal Contábil – Contabilidade, MEI , crédito, INSS, Receita Federal .


Sucesso em meio à Pandemia: Veja as franquias que cresceram em 2020